Por que?

Ninguém consegue aceitar tudo. Algumas você pode mudar, outras você é obrigado a engolir. Para elas eu tive que descobrir um jeito de não despertar a minha gastrite...
Um dia eu inventei uma personagem: Babak. Ela é exatamente isto que você está pensando...Uma babaka!
Como nunca desenhei o suficiente, eu descrevi a Babak para um amigo, o Edsinho, que fez o primeiro traço. Depois disso, me inscrevi no curso de ilustração do Godoy, onde estou até hoje, e finalmente já consigo desenhar minhas próprias tiras.
Conforme as histórias foram ganhando consistência, nasceram novas personagens. Em breve vou mostrar todas.
Tem mais uma curiosidade: sou gêmea idêntica, portanto minha doce irmãzinha tem uma personagem: a Radikel. O nome diz tudo. Minha mãe costumava dizer que Deus é tão sábio que nunca permitiu que as duas aprontassem ao mesmo tempo. Ela estava certa, por isso, em minhas histórias Babak e Radikel mudam de inspiração, às vezes Denise e Deise, outras Deise e Denise. Deu para entender?
Sem mais enrolações, divirtam-se como eu e sintam-se à vontade para me criticar ou enviar ideias.

Um abraço!

Turma da Capece

Turma da Capece
Da esquerda para a direita: Dona Antíka, Dr. Kulto, Emergí, Debilu, Mulek, Manandra, Seo Cana, Radikel, Babak, Ju.Dyas, Symkatika, Kunhabinho e Saby Xona

Copa 2014

Copa 2014
Estaria o Brasil preparado para receber a Copa ou será mais uma fonte de malandragem para sujar nossa reputação?

Balinhas

Balinhas

Flanelinha

Flanelinha

Depósito de Bebida

Depósito de Bebida

Família - Symkátika

Família - Symkátika
Decididamente, família não se escolhe!

Motorista nada ecológico

Motorista nada ecológico

Vanguarda

Vanguarda
O Código do Consumidor

1 de mar de 2010

Colaborações são bem-vindas!

Olá Pessoal.

Estou muito feliz de publicar a Babak. Saibam que todo texto e "causos" de situações vividas de extrema "inocência" serão transformadas em HQ.
Mandem suas histórias e divirtam-se conosco.
Beijos

2 comentários:

  1. Oi pessoal. Tudo bem?
    Hoje passei por uma situação típica de tirinhas. Vocês já tiveram que provar que você é você frente a frente de uma pessoa? Pois é. Este é o absurdo do Brasil "Reconhecer Documento por Autenticidade" é assim. Você tem que ir a um cartório. Lá na frente do Homem do Cartório, que naturalmente é melhor que você, você assina o documento e ele carimba dizendo que você que assinou. Não sendo o suficiente, você ainda paga para ele carimbar que te viu. Fantástico, não?
    Deni.

    ResponderExcluir